Destinos preferidos dos brasileiros no Réveillon

Estes são os destinos preferidos dos brasileiros no Réveillon

Rio de Janeiro aparece como o mais procurado pelos turistas

São Paulo – Passar o Ano Novo na praia é o desejo da maioria dos brasileiros. Pelo menos foi isso que comprovou um levantamento realizado pelo Hotel Urbano.

A pesquisa listou os 10 destinos mais procurados pelos turistas para passar o Réveillon, entre eles, nove  são praias.

O Rio de Janeiro aparece como o mais procurado, seguido por Florianópolis e Porto Seguro.  Caldas Nova é o único do ranking que não é praia e ocupa a sexta posição.

Veja a lista dos destinos preferidos dos brasileiros para viajar no Réveillon:

Posição Destino Estado
Rio de Janeiro RJ
Florianópolis SC
Porto Seguro BA
Litoral Sul de São Paulo (Guarujá, Santos e São Vicente) SP
Região dos Lagos no Rio de Janeiro (Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo) RJ
Caldas Novas GO
Litoral Norte de São Paulo (Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba) SP
Aracaju SE
Costa Verde no Rio de Janeiro (Paraty, Angra dos Reis e Mangaratiba) RJ
10ª Fortaleza CE

Universal Orlando encerra parque aquático dia 31

Universal Orlando encerra parque aquático dia 31

Divulgação

Uma das atrações do parque aquático de Orlando

Uma das atrações do parque aquático de Orlando

O icônico Wet ‘n Wild de Orlando, na Flórida, pertencente à Universal Orlando, será fechado em definitivo no próximo dia 31, depois de quase 40 anos em operação. Afastado do complexo, ele dará lugar a um novo parque aquático, o Volcano Bay, localizado dentro da Universal Orlando. Tematizado e com novas atrações, o Volcano Bay será aberto no verão americano de 2017. Seu ingresso poderá ser comprado em conjunto com os outros dois parques da Universal Orlando: Islands of Adventure e Universal Studios.

Qual parque da Disney visitar na véspera do Natal?

por:

Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Joe Penniston

Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Joe Penniston

O Natal nos Estados Unidos não é igual ao do Brasil. Nós costumamos celebrar e fazer a ceia no dia 24, durante a véspera, para trocar os presentes quando der meia noite. Eu trabalhei no Epcot no dia 24 de dezembro de 2014 e, por causa da nossa tradição, eu desejava “Feliz Natal” para todos os visitantes que entravam na loja, e muitos deles respondiam: “mas ainda não é Natal”. Os norte-americanos comemoram o Natal de fato no dia 25, então muitos lugares nos EUA não têm nada de especial na Christmas Eve (véspera de Natal).

É por isso que a maioria dos parques não fica aberto nessa virada da véspera para o dia de Natal, porque a comemoração acontece no dia 25. Mesmo assim, todos os parques ficam cheios. Essa época é a mais lotada do ano. Por isso, prepare-se para longas esperas e multidões em todos os cantos da Disney.

Eu ainda acho que vale muito a pena visitar os parques pelas decorações o clima único de Natal que a Disney consegue proporcionar – mas meu maior conselho é visitá-los uma semana antes da semana de Natal, para conseguir aproveitar as decorações enquanto eles ainda não estão tão cheios, e visitar outro lugar durante a véspera e o dia de Natal.

Mas, se você quiser visitar um dos parques nesse dia, é uma experiência única! Vamos falar sobre os quatro parques temáticos do Walt Disney World e qual é a melhor opção para você visitar durante o Natal e a véspera.

1. Magic Kingdom – Aberto das 8h do dia 24 à 1h do dia 25

Once Upon a Christmastime Parade (Foto: Flickr | Creative Commons | Jackie Nell)

Esse é o parque que fica mais cheio nos dias 24 e 25. Já que ele é o mais “mágico”, é também o lugar que a maioria das pessoas opta por visitar na véspera e no dia do Natal. O mais comum é visitar o Magic Kingdom no Natal e o Epcot no Ano Novo. O Magic tem esse clima de família, de união e afetividade, além de ficar decorado como nos filmes de Natal norte-americanos, com várias luzinhas e neve artificial caindo na Main Street. O Epcot já tem um clima mais de paz, união entre nações e esperança para o futuro, o que faz dele um lugar perfeito para o Ano Novo.

Esse é com certeza o parque que mais se modifica durante o Natal. O Castelo da Cinderela fica todo “congelado” depois de um show com os personagens de Frozen. O Wishes e o Celebrate the Magic ganham uma versão especial. A Mickey’s Very Merry Christmas Party tem início (mas vai só até o dia 18 de dezembro) e o Jungle Cruise se torna o Jingle Cruise, sem contar todos os mínimos detalhes que são planejados para esta época do ano.

É mandatório chegar cedo nos parques da Disney durante o Natal, mas essa regra se aplica especialmente ao Magic Kingdom. Além de conseguir aproveitar as atrações enquanto elas ainda não estão cheias, só chegando no horário de abertura você garante sua entrada no parque. Nessa época, é comum que o Magic feche as portas às 10h ou 11h da manhã devido à lotação do parque.

Esse também é o único parque que fica aberto na virada do dia 24 para o dia 25 – um dos motivos pelos quais ele lota. É uma boa opção se você ama o Natal e não se importa com as multidões.

2. Epcot – Aberto das 9h às 22h30 no dia 24

Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Scott Smith

Eu considero o Epcot um bom lugar para passar o Natal. Ele não fica tão cheio quanto o Magic Kingdom e ainda tem seus pontos altos na celebração. O IllumiNations ganha uma versão natalina e, ao final da queima de fogos comum, há o “Peace on Earth”. Eu gosto muito, tanto quanto – ou até mais – que o show do Magic Kingdom. O parque ganha também uma enorme árvore de Natal e decorações para fazer os visitantes entrarem no clima.

Além do Candlelight Processional, há também personagens contando a história do Natal em cada um dos países do World Showcase, mostrando como é a tradição lá. A maioria desses contadores de histórias são versões do Papai Noel do respectivo país.

O Epcot é uma boa opção pra quem não quer passar a virada do Natal em um parque, mas quer aproveitar o espírito natalino. Você pode fazer uma reserva de jantar pelo Candlelight Processional Dinner Package, jantar no restaurante de sua escolha, assistir ao IllumiNations e voltar ao seu hotel para comemorar o Natal de fato. Ele não fica tão lotado quanto o Magic Kingdom, mas não se engane, ele também fica bem cheio de gente. No entanto, é pouco provável que atinja sua capacidade máxima, já que é um parque espaçoso.

3. Disney’s Hollywood Studios – Aberto das 9h às 21h no dia 24

Foto: Disney

A melhor parte do Hollywood Studios durante o Natal é a iluminação na Streets of America, o The Osborne Family Spectacle of Dancing Lights. A cada 10 minutos, mais ou menos, as luzes começam a dançar de acordo com a música, fica lindo! Você poderá encontrar o Pateta vestido de Papai Noel para tirar fotos e aproveitar pela primeira vez a Merry & Bright Dessert Party, uma “festa” com sobremesas e uma vista especial do espetáculo de luzes.

Eu não iria nesse parque na véspera de Natal porque, fora o espetáculo de luzes, ele não tem um clima tão natalino assim. Mas é uma boa opção se você prefere um local menos cheio.

4. Disney’s Animal Kingdom – Aberto das 8h às 19h no dia 24

Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Donna S

Esse parque não tem muitas novidades durante o Natal, já que fecha cedo. Lá você encontra o Mickey vestido de Papai Noel e uma grande árvore de Natal, mas só. Eu deixaria para visitar o Animal Kingdom em outra data, mas isso porque curto o clima de Natal. Se você não faz muita questão de passar o dia no estilo natalino, esse é o parque que fica menos cheio durante a véspera e o 25 de dezembro, então pode aproveitar para visitá-lo.

Você pode também dar uma passada nos hotéis da Disney para ver as decorações de Natal. Cada um recebe uma decoração de acordo com o seu tema, e todos ficam lindos – em especial os hotéis de luxo. O Disney Springs também ganha decorações especiais, além de entretenimento ao vivo, cantos de Natal, o Papai Noel e o Pateta vestido de Papai Noel para tirar fotos.

Com relação aos parques, se você for pensar do parque menos cheio ao mais cheio, a ordem é Disney’s Animal Kingdom, Disney’s Hollywood Studios, Epcot e Magic Kingdom. Então, se você odeia multidões, tenha isso em mente. Mas, considerando que nós, brasileiros, não vamos à Disney com tanta frequência e queremos aproveitar ao máximo, dá pra encarar as multidões para entrar no clima. Merry Christmas!

Fonte: Viagem e Turismo

NY deve bater recorde de visitantes com mais de 60 mi

 

Fonte: Panrotas
por:Karina Cedeño

Melhor aeroporto do mundo tem cinema, piscina e espaço para soneca; conheça

Responsável por servir Cingapura, no Sudeste Asiático, o aeroporto de Changi foi eleito, nos últimos quatro anos, como o melhor do mundo pelo Skytrax World Airport Awards, premiação que é considerada uma espécie de Oscar do mercado da aviação e que se baseia na opinião de milhões de passageiros aéreos de todo o planeta. Mas por que os terminais de embarque e desembarque deste local são tão especiais? Importante ponto de conexão de viagens entre Ásia, Oceania, Europa e América do Norte, Changi oferece uma infraestrutura que busca combater, como poucas outras, o cansaço e o tédio provocado pela longa espera por um avião. Em seus corredores e terraços, os turistas podem encontrar salas de cinema, piscina, áreas verdes, lagos com carpas e até um jardim com mais de mil borboletas. A seguir, conheça os cantos mais inacreditáveis deste lugar Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Situadas nos terminais 2 e 3 do aeroporto de Changi, salas de cinema ajudam os passageiros a passar o tempo enquanto esperam seus voos. O ingresso aos locais é gratuito e, entre os filmes exibidos, há alguns dos últimos lançamentos de Hollywood  Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Entrada do cinema localizado no terminal 3 do aeroporto de Changi, em Cingapura. Infelizmente, o local não recebe voos diretos do Brasil. Para chegar até lá desde Guarulhos, por exemplo, é preciso fazer conexões em locais como Dubai e Istambul, em viagens que duram mais de 27 horas. Em uma viagem ao redor Ásia, porém, é bem provável que você tenha que passar por Changi para realizar alguma conexão (ou, logicamente, se decidir visitar Cingapura) Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Esqueça os bancos duros e apertados de muitos aeroportos do mundo. Em Changi, é possível esperar o avião sentado em confortáveis poltronas acolchoadas Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Enquanto aguardam seus voos, passageiros cansados também podem esticar o corpo e dar uma dormida no “lounge da soneca” do aeroporto de Changi, em Cingapura. O uso do local é gratuito Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

A exemplo de outros aeroportos modernos ao redor do mundo, Changi abriga hotéis dentro das suas áreas de trânsito de passageiros. Na foto, aparece a recepção do Aerohotel Transit Hotel, que fica no terminal 1. A estadia mínima de seis horas em suas acomodações custa a partir de US$ 38 (cerca de R$ 130) Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Hóspedes do Aerohotel Transit Hotel podem usar gratuitamente uma piscina ao ar livre, que fica no terraço do edifício. O local também é aberto para viajantes que não estão no hotel: para estas pessoas, o acesso à piscina custa 17 dólares de Cingapura (aproximadamente R$ 40) Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

A área de trânsito de passageiros do terminal 2 do aeroporto de Changi abriga diversas áreas verdes. Uma delas é o “Enchanted Garden” (Jardim Encantado), com dezenas de espécies reais de plantas e flores  Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Um jardim de orquídeas cortado por um lago artificial com carpas também pode ser admirado no terminal 2 do aeroporto de Changi, em CingapuraImagem: Divulgação/Changi Airport Group

No aeroporto de Changi, é menos difícil encontrar um lugar para recarregar o notebook ou o celular: o lugar oferece mais de 1.600 tomadas Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Diversos espaços de entretenimento para crianças se espalham pelos terminais de embarque do aeroporto de Changi, em Cingapura Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Interior do jardim das borboletas do aeroporto de Changi, em CingapuraImagem: Divulgação/Changi Airport Group

No aeroporto de Changi, passageiros podem passear por um terraço coberto por jardins de cactos enquanto esperam seu voos Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Como muitos grandes aeroportos do mundo, Changi abriga extensas áreas de compras, com mais de 350 lojas de roupas, eletrônicos, joias e afins Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Fonte: UOL

Sea World terá parque em Abu Dhabi; veja os detalhes

Parque em Abu Dhabi virá acompanhado de centro de estudos sobre a vida marinha
Parque em Abu Dhabi virá acompanhado de centro de estudos sobre a vida marinha

Com 12 parques espalhados pelos Estados Unidos, o Sea World anunciou hoje que terá uma nova unidade do outro lado do mundo: o Sea World Abu Dhabi. Construído em parceria com a desenvolvedora local Miral Asset Management, a instalação ficará na Ilha Yas, área bem próxima ao aeroporto internacional do emirado árabe.

Esse novo parque será acompanhado de um centro de pesquisa, reabilitação e devolução de vidas marinhas ao seu ambiente natural, segundo o Sea World, e também será o primeiro parque sem orcas em seus shows. A ideia é que ele seja aberto em 2022.

A parceria com a Miral é estratégica, uma vez que a empresa árabe tem experiência no desenvolvimento de atrações nos destinos da região. Outras iniciativas da empresa nos Emirados Árabes são o Ferrari World Abu Dhabi, parque temático da escuderia de Fórmula 1, a Marina Yas, na mesma ilha onde estará o Sea World, e em breve, o Warner Bros World Abu Dhabi, que vai trazer, em 2018, atrações baseadas nos personagens da DC Comics, como Batman e Super Homem.

A intenção é que, com todos esses novos projetos, o número de visitantes internacionais na Ilha Yas dobre até 2022, chegando a 48 milhões.

Fonte: Panrotas

Por:Rafael Faustino

Vegas tem novidades em hotéis, shows e esportes; veja

 

O final do ano estará repleto de atrações na capital mundial do entretenimento. Las Vegas terá diversas inaugurações e shows e garantirá um roteiro completo para quem busca diversão. Veja abaixo um resumo das novidades do destino:

HOTELARIA

Divulgação/ The Lucky Dragon Hotel and Casino

Com a inauguração no último dia 3 de dezembro, o Lucky Dragon Hotel e Casino foi criado para proporcionar extravagantes celebrações asiáticas, como shows de fogos de artifício, dança do leão e do dragão e a maior cerimônia de “chá do kung fu” do mundo no resort. Localizado no trecho norte da Strip, a propriedade conta com um hotel de nove andares e 203 quartos.

Divulgação / W Hotels Worldwide

A rede hoteleira W Hotels Worldwide fez sua estreia no mercado de Las Vegas na antiga torre de luxo do SLS Las Vegas. Com 289 quartos, cada um oferece um espaço exclusivo fora da agitada Strip.

ENTRETENIMENTO

Divulgação

As estrelas internacionais Bruno Mars, Cher e Ricky Martin se unirão a Stevie Nicks como os primeiros headliners do novo Park Theater, no Monte Carlo Resort and Casino, que será inaugurado no próximo sábado (17) com o show da cantora-compositora e antiga estrela da banda Fleetwood Mac.

ESPORTES

Divulgação / Golden Knights

Os Golden Knights, novo time de hóquei de Vegas, farão sua estreia na próxima temporada, que deve se iniciar no último trimestre de 2017. Os jogos do novo time serão realizados na T-Mobile Arena, inaugurada em abril deste ano.

Além disso, um estádio de futebol americano de 65 mil assentos e a renovação do Las Vegas Convention Center deverão aprimorar a infraestrutura de Turismo em Nevada. Os dois grandes projetos receberam a aprovação para serem avançados e, além de impulsionar o número de visitantes, prometem criar empregos e movimentar a economia.

GASTRONOMIA

Divulgação / Marimoto

Masaharu Morimoto, renomado chef japonês e estrela do programa de TV “Iron Chef America”, abriu seu primeiro restaurante japonês contemporâneo em Las Vegas no MGM Grand, Marimoto. O novo restaurante apresenta um design sofisticado e criações de sushi exclusivas do chef, além de coquetéis e algumas seleções criadas especificamente para o restaurante localizado em Las Vegas.

QUALIDADE DE VIDA

A Regional Transportation Commission of Southern Nevada (RTC), órgão responsável pelo transporte público na região, lançou oficialmente o RTC Bike Share na área de Downtown em Las Vegas. O primeiro sistema público de compartilhamento de bicicletas em Southern Nevada aprimorará as opções de transporte para os residentes e visitantes, e contará com 21 estações operadas por energia solar e 180 bicicletas, disponíveis para serem utilizadas 24 horas por dia.

Fonte: Panrotas
Por: Janize Colaço

Nem tudo está perdido: saiba como tentar recuperar item esquecido no avião

  • Getty Images

    Livros são frequentemente deixados por passageiros nas cabines dos aviões

    Livros são frequentemente deixados por passageiros nas cabines dos aviões

É mais comum do que se imagina passageiros esquecerem itens pessoais dentro das aeronaves. Mas os objetos não se perdem facilmente, não. As companhias aéreas possuem procedimentos para registrar e armazenar os itens que ficaram para trás, até que os clientes entrem em contato para resgatá-los.

Não há, no entanto, um protocolo comum para todas as operadoras. É preciso entrar em contato com cada uma e descobrir o que fazer. A seguir, veja como recuperar objetos deixados em aviões de seis diferentes empresas que operam no País.

American Airlines

Os objetos deixados a bordo dos aviões da companhia são encaminhados para o departamento de bagagens perdidas da empresa, dentro do aeroporto onde o passageiro desembarcou. Ao se dar conta do item esquecido, é preciso preencher um formulário (em inglês) dentro do site da empresa. Após o preenchimento, você receberá atualizações sobre o status do processo por e-mail ou SMS. A companhia afirma que os itens são armazenados por 30 dias.

Porém, caso o pertence esteja em um aeroporto no exterior e o passageiro só se der conta disso ao voltar ao Brasil, a empresa não se responsabiliza por enviar o item para um aeroporto brasileiro. Cabe ao cliente buscar o objeto no país deixado ou enviar um portador para retirar – para isso, é preciso apresentar documento pessoal e informar o voo e o assento da aeronave, para cruzamento de dados. O formulário está neste link: https://www.aa.com.br/i18n/customer-service/contact-american/lost-and-found.jsp

Azul

Todos os objetos deixados no avião da companhia – e também nos ônibus e balcões de check-in – são encaminhados para o serviço de achados e perdidos da Azul dentro do aeroporto. O item permanece com a empresa por 90 dias a partir de sua localização e, se não reclamado no período, é doado para instituições de caridade credenciadas. A empresa se responsabiliza por enviar o item para o aeroporto mais próximo da residência do cliente, que deverá retirá-lo pessoalmente.

Para quantias em dinheiro, será necessário responder inúmeras perguntas dos funcionários, a fim de comprovar que é proprietário do valor. No caso de documentos esquecidos, passado os 90 dias, eles são enviados para os Correios, que localizam os dados da pessoa e encaminham o documento. O cliente pode reclamar o item em qualquer aeroporto onde a Azul opera e também pelos canais de atendimento: 0800 887 1118, site (http://www.voeazul.com.br/fale-conosco) e nas redes sociais.

British Airways

A companhia do Reino Unido não possui um departamento de achados e perdidos. Todos os itens encontrados dentro dos aviões são entregues para o aeroporto de desembarque do passageiro, no departamento responsável por objetos perdidos. Um levantamento realizado pela British Airways em 2015 mostrou que, a cada ano, cerca de 500 livros e 1.400 kindles são esquecidos a bordo dos voos da companhia.

O prazo para o passageiro requisitar o pertence varia de acordo com o aeroporto, mas a empresa explica que, passado o tempo estabelecido, a prática comum é doar os itens para instituições de caridade. No site da British Airways há os contatos de todos os aeroportos e departamentos responsáveis: https://www.britishairways.com/en-gb/information/baggage-essentials/lost-and-damaged-baggage/lost-property

Gol

Os itens esquecidos a bordo vão para o serviço de bagagem da própria companhia, dentro do aeroporto. Lá, eles são registrados no sistema e ficam à espera do cliente. A Gol não envia o item para a casa do passageiro mas, se necessário, encaminha para o aeroporto mais próximo da residência dele. A retirada deve ser feita pessoalmente. “Por exemplo, se você é de São Paulo e esqueceu o item ao descer no aeroporto de Navegantes (SC), enviamos o objeto para o aeroporto de Congonhas (SP)”, explica Ricardo Gesse, gerente de Operações Aeroportuárias da Gol.

Os pertences ficam disponíveis por 90 dias e, após esse prazo, não é mais possível requisitá-los. A empresa estima que cerca de mil objetos por mês são deixados nos aviões. Livros, óculos, documentos, brinquedos, blusas e almofadas de pescoço são comumente esquecidos por passageiros. O contato deve ser feito pela Central da Companhia (0800 704 0465), que informará o número direto do serviço de bagagem da localidade.

Iberia

A empresa estima que cerca de 12 mil objetos são esquecidos nas aeronaves anualmente. Os mais comuns são celulares, tablets e peças de roupas. A Iberia só guarda objetos deixados nos aviões e nas salas vips. Se este é o caso, até dois dias do esquecimento, o passageiro deve preencher um formulário no site da companhia.

Todos os objetos encontrados são registrados e armazenados por um mês, sendo que itens perecíveis são destruídos no dia seguinte e documentos pessoais são entregues à autoridade aeroportuária. Para saber se a empresa envia o item para outro país, é preciso entrar em contato, já que a regra depende do aeroporto onde o objeto está. Este é o link do formulário: http://www.iberia.com/web/program.do?menuId=OBJPER

Latam

O cliente que esqueceu algum objeto a bordo deve contatar, por telefone ou pessoalmente, o setor de bagagem da companhia no aeroporto onde desembarcou, em até 30 dias. A empresa colherá informações sobre o objeto esquecido e entrará em contato com o cliente, caso o item seja localizado. Se deixado no exterior, a empresa se responsabiliza por enviar o pertence ao Brasil. O procedimento difere apenas quando há perda de documentos e dinheiro. Os documentos pessoais permanecem no setor de bagagens por até 10 dias e, se não houver procura, são entregues para a Polícia Civil ou para os Correios. Em caso de valores em espécie, o período para retirada é de 45 dias.

Caso o cliente não seja localizado ou contatado, a gerência da companhia no aeroporto em que se encontra o item entrega o montante para a autoridade policial local, mediante Boletim de Ocorrência ou Termo de Arrecadação de Valores. Entre os meses de outubro e novembro 2016, a Latam registrou 189 casos de objetos esquecidos. Celulares, livros, óculos e câmeras fotográficas são os mais deixados para trás. No site da companhia estão os números do setor de bagagem nos aeroportos do Brasil: https://www.latam.com/pt_br/central-de-ajuda/contato/todos-os-numeros-da-latam/

Fonte: UOL

Elevador Lacerda estará em vermelho na luta pelo combate à Aids

Foto: Jefferson Peixoto Agecom

O Elevador Lacerda, monumento histórico de Salvador, ganhará iluminação na cor vermelha a partir do domingo (11), a fim de chamar a atenção para o combate à Aids. A iniciativa, promovida em parceria pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) e Secretaria Municipal da Saúde (SMS), integra as ações de conscientização que possuem como intuito criar um espírito de tolerância social, além de alertar para os cuidados com a doença.

No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 100 mil pessoas não sabem que estão infetadas pelo vírus HIV. A programação segue até o próximo dia 31.

Fonte: Jornal Turismo & Eventos

Chamadas de voz via Whatsapp durante voos é o assunto do dia nos EUA

tamanho-aviao
Interior de aeronave da American Airlines || Créditos: Divulgação

Apesar do uso da internet em voos ter se tornado cada vez mais comum, o avanço da conectividade nas alturas ainda é um território obscuro para a maioria. E o assunto do dia nos Estados Unidos é justamente o plano do Departamento de Transporte de obrigar companhias aéreas a informar passageiros antes da compra de suas passagens sobre suas políticas em relação ao uso do wi-fi móvel para fazer ligações de voz via aplicativos como Whatsapp e Viber a bordo de suas aeronaves. A razão para tal, é informar clientes que se impõem aos demais passageiros que usam a comunicação nas alturas.

“Os consumidores merecem ter informações claras e precisas se companhias aéreas permitem chamadas de voz antes de comprar uma passagem e embarcar em uma aeronave”, disse o Secretário de Transportes Anthont Foxx em comunicado nesta quinta-feira. Uma medida alternativa – e radical – seria proibir todas as chamadas de voz em voos domésticos e internacionais de ou para os Estados Unidos.

Apesar de operadoras norte-americanas terem atualmente capacidade de permitir que seus passageiros façam e recebam chamadas de voz via wi-fi durante os voos, o órgão revelou não ter conhecimento nenhum de empresas nos EUA que permitam, oficialmente, que as chamadas sejam realizadas. Entre as companhias americanas que oferecem o serviço de wi-fi estão a Alaska Airlines e a American Airlines.

Fonte: Glamurama

%d blogueiros gostam disto: