Palácio de Versalhes quer abrigar hotel com vista para jardim

Instituição abriu concorrência para hotel em três prédios do complexo.
Empresa terá que renovar telhado e fachada e reformar interior.

Vista aérea do Palácio de Versailles, na França (Foto: Joel Saget/AFP)
Vista aérea do Palácio de Versalhes, na França (Foto: Joel Saget/AFP)

O Palácio de Versalhes, residência dos reis da França nos séculos XVII e XVIII, quer transformar em hotel um conjunto de três prédios com vista para o jardim de Orangerie, indicou nesta segunda-feira (17) a direção do local.

A administração abriu há duas semanas uma concorrência para este projeto, que inclui os três edifícios, desocupados desde 2008, que representam uma área total de 2.800 metros quadrados.

O acesso ao hotel será externo ao parque, mas alguns quartos terão vista para o jardim de Orangerie.

Reforma de 4 milhões de euros

Turistas no Palácio de Versailles, na França (Foto: Kenzo Tribouillard/AFP)Turistas no Palácio de Versaiiles, na França (Foto: Kenzo Tribouillard/AFP)

De acordo com a concorrência para este hotel, cuja concessão será dada por 60 anos, a renovação do telhado e da fachada representa um investimento estimado entre 4 e 7 milhões de euros, aos quais são acrescentados 4 milhões de euros para reformas internas.

“Esta iniciativa faz parte da política de renovação das atividades econômica em monumentos históricos, a valorização dos espaços e a implantação de atividades econômicas em monumentos históricos”, explica uma fonte próxima à administração de Versalhes.

Quarto da princesa Adelaide, filha do rei Luís XV, no Palácio de Versailles. Os aposentos pertencentes às filhas do rei reabriram ao público totalmente reformados no fim de abril. (Foto: Kenzo Tribouillard/AFP)
Um dos quartos do interior do Palácio de Versailles (Foto: Kenzo Tribouillard/AFP)

O grupo AccorHotels, que disputa a concorrência de acordo com o Journal du Dimanche, confirmou o seu interesse à AFP.

“O que seria surpreendente é que não fizéssemos parte do grupo que apresentou um projeto. A partir do momento que você é o número um do mercado, é lógico estar na corrida”, declarou um porta-voz.

Um projeto de “hotel boutique” com 23 quartos já havia sido anunciado em 2010 e uma concessão de 30 anos foi atribuída a uma empresa privada, Ivy Internacional, mas esta renunciou ao projeto.

O Palácio de Versalhes, no sudoeste de Paris, é um dos locais mais visitados por turistas na França.

Fonte:G1

Conheça hotéis que colocam os hóspedes dentro de seu livro favorito

Quem nunca leu as páginas de um livro e não se imaginou vivendo aquelas situações na vida real? A relação entre hotéis e literatura sempre foi bastante próxima, seja por passagens importantes das obras serem ambientadas ali, ou até pelo fato do próprio escritor ter vivido naquele local.

Alguns estabelecimentos no mundo perceberam esta lacuna e criaram hotéis com quartos personalizados para os seus “hóspedes-leitores”, fazendo com que eles vivam uma experiência diferenciada. Alternativa um tanto mais ousada do que referências a clássicos chegou até a ser cogitada na Espanha.

No entanto, em meados de 2014, a justiça do país embargou um hotel que seria inspirado na trilogia “Cinquenta Tons de Cinza” e teria 20 quartos equipados com apetrechos para a prática do sadomasoquismo, além de ambientes pensados para orgias.

Se interessou pela experiência de experimentar seu livro favorito na vida real? O UOL Viagem te mostra alguns deles:

Divulgação
Divulgação

Ibis Styles, em Belo Horizonte (MG)

Todos os ambientes do hotel são em homenagem a Carlos Drummond de Andrade. Logo na entrada há uma grande caricatura do autor e um lápis gigante, além de outras imagens do escritor nos corredores. Frases dele também funcionam como cabeceira das camas nos quartos. A ‘social wall’, parede interativa na qual os hóspedes podem combinar caronas para o aeroporto, passeios na cidade e outras atividades, tem a frase ?E agora, José??. No Espaço Kids, livros de Drummond e adaptações de poesias infantis estão à disposição. Já para os adultos, as obras ficam no bar do hotel.
Divulgação
Divulgação

Ibis Styles Wroclay Centrum, na Polônia

Todos os hotéis com a bandeira ?Style? do grupo Ibis são temáticos e inspirados na literatura. Este, na Polônia, remete ao universo criado por Lewis Carroll em ?Alice no País das Maravilhas?. A obra também está presente em um dos quartos do hotel italiano Maison Moschino, que, em outra acomodação, faz referência a ?Chapeuzinho Vermelho?, com direito a um lobo de tecido sobre a cama à espera dos hóspedes.
Divulgação
Divulgação

“The Hobbit Motel”, na Nova Zelândia

A propriedade reproduz parte do vilarejo ? com direito a casinhas de madeira de portas e janelas redondas encravadas nos gramados ? no qual vivem os hobbits, criaturas que fazem parte do mundo fantástico criado por J. R. R. Tolkien em livros como ?O Senhor dos Anéis? e, claro, ?O Hobbit?.
Divulgação
Divulgação

Radisson Sonya, na Rússia

Como não poderia deixar de ser, uma homenagem ao russo Fiódor Dostoiévski. Localizado em São Petersburgo, cidade onde ambientou parte de suas histórias, o hotel transporta seus hóspedes para a época do livro “Crime e Castigo”. Apesar da decoração mais antiga, não deixa de ter modernidades, como internet sem fio e serviço de quarto 24 horas.
Divulgação
Divulgação

Sylvia Beach Hotel, nos Estados Unidos

A propriedade já deixa explícita em seu nome a homenagem à antiga dona da “Shakespeare and Company” ? célebre livraria parisiense que também serve de hospedagem a escritores. No entanto, ela não é a única homenageada. Os quartos do lugar são inspirados e ambientados de acordo com autores. Eles são divididos entre romancistas, clássicos e best-sellers. Outro escritor homenageado no Sylvia Beach é Julio Verne.
Divulgação
Divulgação

Le Pavillons des Lettres, na França

Localizado em Paris, cidade por muito tempo considerada a capital literária do mundo, o luxuoso hotel tem todas as suas acomodações com detalhes que fazem referência a algum escritor. Também é decorado por frases cunhadas em suas paredes e, em cada quarto, há vários títulos disponíveis para os hóspedes se deliciarem na leitura.
Fonte:Rodrigo Casarin
Do UOL

Harmony of the Seas terá escorregador de 30 metros

Cruzeiros , (Divulgação)

(Divulgação)
A Royal Caribbean revelou que o Harmony of the Seas, da classe Oasis, com estreia marcada para maio de 2016, terá um parque aquático interativo para crianças, o Splashaway Beach, com escorregadores, canhões d’água, entre outras atrações.

O espaço promote cores bem chamativas e atrações como The Ultimate Abyss, escorregador com mais de 30 metros de queda, que atravessará cinco decks do transatlântico. Além disso, a The Perfect Storm reúne três escorregadores: Cyclone, Typhoon e Supercell.

A embarcação tem 361 metros de comprimento, 66,5 de largura, capacidade para 5,49 mil passageiros, além de dois mil quartos e 227 toneladas.

Fonte:PANROTAS

Invenção genial pode tornar viagens aéreas menos tediosas

Airhook, suporte para uso de smartphones e tablets em aviões

Airhook: o dispositivo é simples e deverá ser vendido por 30 dólares

 
São Paulo — Dê uma volta pelo corredor de um avião em voo e você vai ver muitos passageiros vendo filmes ou lendo num tablet ou smartphone. Mas achar uma posição confortável para isso não é fácil. O Airhook é um dispositivo simples que traz uma solução para esse problema.

O Airhook nasceu da experiência de seu criador, o americano Craig Rabin. Numa viagem de Seattle a San Francisco, ele sentiu dificuldade para achar um lugar apropriado para o tablet enquanto carregava um casaco no colo para não amassá-lo no bagageiro.

Rabin observa que, mesmo quando se usa a mesinha para apoiar o tablet ou smartphone, a tela fica muito baixa em relação aos olhos. Depois de algum tempo olhando para o dispositivo, o pescoço pode até ficar dolorido.

Para resolver o problema, Rabin projetou um suporte plástico muito simples que pode ser preso acima da mesinha quando ela está fechada.

O suporte mantém firme o tablet ou smartphone, e também inclui um porta-copos. Uma dobradiça permite ajustar a posição da tela quando o banco à frente é reclinado.

Numa impressora 3D, Rabin fez sucessivos protótipos até chegar a um desenho que funcionasse bem. Lançou, então, o projeto no site de financiamento coletivo Kickstarter. O objetivo era arrecadar 15 mil dólares para fabricar o primeiro lote. Conseguiu 72 mil dólares.

As primeiras pessoas que contribuíram para o projeto no Kickstarter puderam adquirir um Airhook por 15 dólares. Quando estiver disponível comercialmente, o dispositivo deverá custar 30 dólares. É um típico produto que pode fazer sucesso em lojinhas de aeroportos.

Fonte: Maurício Grego, de EXAME.com Siga-me

Disney´s Hollywood Studios terá terra de Star Wars

Parques temáticos , Projeção da nova área de Star Wars nos parques Disney

Projeção da nova área de Star Wars nos parques Disney
O chairman e CEO da The Walt Disney Company, Bob Iger, divulgou hoje, na D23 Expo 2015, em Anaheim, que os parques Disney´s Hollywood Studios, de Walt Disney World, em Orlando, e Disneyland, na Califórnia, terão terras tematizadas com os personagens e histórias da séria Guerra nas Estrelas/Star Wars, hoje propriedade do grupo Disney. Cada uma das áreas terá cerca de 57 mil metros quadrados e levarão os visitantes a um planeta nunca antes visto na saga Star Wars, uma última parada antes das histórias dos famosos personagens ganharem vida.

“Estou entusiasmado em anunciar esse próximo capítulo na longa e eletrizante história entre os parques Disney e a saga Star Wars”, disse Iger. “Estamos criando um novo mundo de fazer cair o queixo que representará nossa maior expansão individual em uma terra temática. Essas novas terras na Disneyland e em Walt Disney World vão levar os visitantes a um novo planeta e vão incluir uma aventura que os colocará no meio de uma batalha climática entre a First Order (nova versão do Império) e a Resistência”.

Cada uma das terras terá duas atrações: essa que inclui a batalha climática e uma segunda, que colocará os participantes no controle do Millennium Falcon em uma missão secreta customizada.

A chegada da terra de Star Wars no Disney´s Hollywwod Studios faz parte de um amplo programa de relançamento do parque, que mudará de nome e terá novas atrações, ainda mantidas sob sigilo. Toy Story e Carros devem ser desenhos animados a ganhar mais espaço no parque de Orlando.

O sétimo filme da saga Guerra nas Estrelas (O Despertar da Força) estreará no mundo todo no final do ano, trazendo a continuação da história de personagens famosos como Luke Skywalker e Han Solo e mostrando novas adições à aventura.

Fonte:PANROTAS

Porto de Tampa Bay (Flórida) revitalizará orla industrial

Cruzeiros , (foto: divulgação)

(foto: divulgação)
O porto de Tampa Bay, na Flórida, anunciou hoje um plano de revitalização que transformará a orla industrial de Tampa em uma comunidade central de negócios e lazer.

O objetivo do plano é maximizar o potencial dos 45 hectares de terra ao longo de Channelside Drive e do Canal Ybor, o que resultará no desenvolvimento de um espaço de mais de nove milhões de metros quadrados, a partir de investimentos privados de US$ 1,5 bilhão feitos ao longo da próxima década.

“Nossa ideia é criar uma comunidade à beira-mar de fazer inveja às outras cidades do país. É um desenvolvimento sem precedentes que irá revolucionar o porto de Tampa e beneficiar toda a região”, afirmou o presidente e CEO do porto Tampa Bay, Paul Anderson.

Enquanto ainda está em fase preliminar, o plano apresenta uma mistura ousada de desenvolvimento privado e áreas públicas, incluindo áreas residenciais, varejo, escritórios, hotéis e um parque central, além de uma marina e um terminal de cruzeiros. O elemento-chave do plano são dois edifícios-torres, que estarão entre os mais altos e notáveis na costa oeste da Flórida.

“Grandes cidades como San Diego, Nova Orleans e Vancouver foram construídas em torno de seus portos, e acreditamos que este novo empreendimento irá se destacar como um exemplo inovador de como tirar o máximo proveito da orla, equilibrando as necessidades da comunidade marítima e do bairro adjacente”, conclui Anderson.

Fonte:PANROTAS
%d blogueiros gostam disto: