Praia de Montenegro é eleita a melhor da Europa; veja as dez mais belas

 

O verão no hemisfério norte começou no último domingo, e para celebrar o site de viagens Lonely Planet fez uma lista com as melhores praias do continente, e o resultado é surpreendente. Ou você imaginou que as frias Islândia, Escócia, Lituânia e Inglaterra figurariam na lista?  Conheça as escolhidas.

Getty Images
Getty Images

1

Praia Jaz – Montenegro

Fica em Montenegro, país que fazia parte da antiga Iugoslávia, a melhor praia da Europa. Banhada pelas águas claras do mar Adriático, a praia de Jaz é uma das mais longas do país, sendo divididas em duas partes, com 450 metros dedicados à prática de nudismo. Mas não espere isolamento por lá. Ela é famosa por suas atrações culturais, incluindo o Sea Dance Festival (que esse ano será realizado de 15 a 18 de julho), considerado um dos melhores festivais de porte médio da Europa. A praia ainda fica perto da cidade de Budva, cujo centro histórico é considerado uma mini-Dubrovnik, a cidade murada da Croácia.
Getty Images
Getty Images

2

Praia Peniche – Portugal

As praias que cercam a pequena península de Peniche são amadas pelos surfistas. Somente esse ano o local vai receber duas etapas da Liga Mundial de Surfe. Mas mesmo quem não se dá bem sobre uma prancha vai adorar suas longas praias, sendo o Cabo Carvoeiro local ideal para curtir a brisa do verão. Quem cansar de praia, ainda pode visitar o centro histórico e seus fortes, construídos entre os séculos 16 e 17. Ainda vale a pena pegar um barco e visitar as belas ilhas Berlengas e sua reserva natural.
Getty Images
Getty Images

3

Praia Rondinara – França

Vizinha ao norte da Sardenha, a ilha francesa de Córsica guarda a terceira da lista segundo o Lonely Planet. Não se pode dizer que a praia é uma joia a ser descoberta, já que todo o verão atrai uma massa de turistas franceses e luxuosos iates que preenchem toda a paisagem. Porém o cuidado do poder público local garante que a beleza da pequena enseada em forma de ferradura cercada por rochas avermelhadas seja preservada.
Getty Images
Getty Images

4

Cale Goloritzé – Itália

Não faltam belas praias na ilha italiana de Sardenha, mas uma em específico é mantida como uma preciosidade da ilha. As águas azul-turquesa do mar mediterrâneo banham uma pequena faixa de areia envolta por penhascos e pedregulhos, que formam uma paisagem espetacular, incluindo um grande arco em uma das extremidades da praia. É mantida praticamente deserta devido à dificuldade de acesso, já que para chegar até ela é preciso descer do alto do rochedo que a cerca, a 400 metros acima do nível do mar. No verão, barcos motorizados são proibidos de chegar até 200 metros perto da praia para evitar o turismo de massa. O curioso é que ela não existia até o ano de 1962, quando um deslizamento de terra criou o que hoje é a praia.
Getty Images
Getty Images

5

Praia de Vik – Islândia

Imagina a mais paradisíaca das praias caribenhas, agora pense no extremo oposto. É o que se encontra ao chegar à praia Vik, na Islândia. A começar pela temperatura, que impede qualquer tentativa de dar um mergulho ou se bronzear. Isso, porém, não quer dizer que a praia seja desprovida de beleza. Localizada no extremo sul da ilha, essa praia vulcânica de areia escura é marcada por suas lendas e mitos, incluindo os três trols petrificados em um dos extremos da praia (grandes rochedos em colunas em meio ao mar). Cavernas feitas de lava ajudam a criar o visual único da praia islandesa.
Getty Images
Getty Images

6

Praia de Bantham – Inglaterra

No extremo sul da Inglaterra, no condado de Devon, fica a que é considerada a praia mais bonita do país. Localizada na foz do rio Avon, traz uma bela combinação de mar, areia e piscinas naturais, tendo como cenário a chamada ilha de Burgh, que na verdade é uma península que forma a baía de Bigbury. É muito procurada pelos surfistas devido suas ondas de qualidade.
Getty Images
Getty Images

7

Baía de Sandwood – Escócia

É de se esperar que uma praia no frio norte da Escócia não tenha um clima muito adequado para um mergulho, mas seu visual exótico tem elementos o suficiente para colocá-la entre as melhores do continente. Para chegar até a praia, uma caminhada de cerca de seis quilômetros passa por pântanos e dunas, até avistar o Am Buachaille, uma coluna de pedra de 65 metros de altura no meio do mar do Ártico. Do outro lado, as águas frescas do lago Sandwood complementa o visual. A praia é considerada a mais isolada da Grã-Bretanha.
Getty Images
Getty Images

8

Cala Macarella – Espanha

Na segunda maior das Ilhas Baleares, Menorca, está a única representante espanhola da lista. Uma pequena enseada em forma de ferradura, cercada por penhascos encobertos por árvores de carvalho e pinheiros, esconde uma idílica praia com areia branca e mar azul-turquesa. É o cartão postar típico da ilha quando se fala de suas praias selvagens. Ela é acessada por uma pequena trilha, que garante seu visual intocado. Só não se assuste se encontrar um monte de gente pelada por á, já que é uma das preferidas dos nudistas da região.
Getty Images
Getty Images

9

Voutoumi – Grécia

É difícil escolher qual a mais bonita das cerca de 6 mil ilhas gregas. Mas é na ilha de Antipaxos, pertencente ao menor grupo das ilhas Jônicas, que fica uma de suas maiores preciosidades. Na parte norte da ilha de 5 km², uma pequena baía esconde uma praia de areia clara e fina, banhada por uma água profundamente transparente que assume tonalidade de azul índigo. Para completar o dia no paraíso, sobre os penhascos que cercam a praia fica uma charmosa taverna com o sugestivo nome de Bella Vista. Acessada por uma escadaria de 200 degraus, serve pratos da culinária local, que é baseada em frutos do mar.
Getty Images
Getty Images

10

Curonian Spit – Lituânia

Uma laguna na divisa entre a Lituânia e um exclave russo entre o país e a Polônia, chamado Kaliningrado, é separada do mar Báltico por uma fina península que varia entre 0,4 e 4 km de largura, e 98 km de extensão, formando uma longa praia. Nela, pradarias e florestas exuberantes dividem espaço com as maiores dunas móveis da Europa. Protegido por parques nacionais, seja na parte russa ou lituana, a área é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO devido à singularidade e fragilidade do ecossistema e por ser habitada desde os tempos pré-históricos.
Fonte:UOL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s