Dez lugares para ver o pôr do sol no Brasil

O pôr-do-sol em um céu sem nuvens é um espetáculo onde quer que você esteja, mas uma bela paisagem deixa tudo bem melhor, concorda?

Por Anna Satie

O Guia do Turista separou dez lugares para ver o pôr do sol pelo país, confira:

1. Arpoador – Rio de Janeiro

Foto: Mathieu Bertrand/Flickr

O visual da Pedra do Arpoador é tão incrível que turistas e locais aplaudem ao fim do espetáculo. Imperdível!

2. Baía dos Porcos – Fernando de Noronha, Pernambuco

Foto: Ana Cotta/Flickr

O pôr do sol na Baía dos Porcos é considerado um dos mais lindos do país. Pudera, com um cenário desses!

3. Ilha do Mel, Paraná

Foto: Vana Gwen/Flickr

A Ilha do Mel é o local perfeito para quem quer relaxar e curtir a natureza: no local, não circulam carros e é necessário levar uma lanterna para se locomover à noite, porque não há iluminação pública. Mas diz, essa vista faz valer a pena, não é mesmo?

4. Praia do Jacaré – João Pessoa, Paraíba

Foto: Kyller Costa/Flickr

O pôr do sol na Praia do Jacaré é um verdadeiro espetáculo: um saxofonista acompanha o poente com o Bolero de Ravel. Se quiser pegar um bom lugar para assistir ao show, tem que chegar cedo!

5. Parque Estadual do Jalapão, Tocantins

Foto: Bart van Dorp/Flickr

O sol se pondo atrás de quilômetros de paisagem intocada garantem ao Parque Estadual do Jalapão o posto de um dos mais bonitos do país.

6. Praia de Jericoacorara, Ceará

Foto: Marcus Zorbis/Flickr

Jericoacoara é de tirar o fôlego o tempo todo: de dia, à noite e durante o pôr do sol também!

7. Lago da Itaipu Binacional – Foz do Iguaçu, Paraná

foto: Jacson Querubin/Flickr

O lago é artificial, criado com o fechamento das comportas do canal da famosa usina hidrelétrica. No entanto, isso não o torna menos incrível: olha só essa paisagem!

8. Pedra da Mina, Minas Gerais

Foto: Adilson Moralez/Flickr

A Pedra da Mina é a quinta montanha mais alta do país: com mais de 2700 metros de altitude, é o ponto final da Travessia da Serra Fina, a trilha considerada a mais difícil do país. O acesso é exaustivo, mas a vista vale a pena, não é?

9. Praça Pôr do Sol, São Paulo

Foto: Antônio Froes/Flickr

O pôr do sol está até no nome da praça: durante esse período do dia, várias pessoas se juntam no espaço para assistir de um ângulo ótimo a descida do sol em meio aos prédios.

10. Tiradentes, Minas Gerais

Foto: João Lima/Flickr

É dito que todas as cidades do circuito histórico mineiro tem um pôr do sol imperdível – Ouro Preto, Mariana, São João del Rei… Mas olha só o sol se pondo atrás da igreja de Santo Antônio, em Tiradentes: é de tirar o fôlego!

 

fonte:Uol

 

 

Saiba como transportar o seu animal de estimação nas cabines das companhias aéreas brasileiras

Preço por trecho e o limite de peso dos pets variam de acordo com a empresa

por Carolina Mazzi


Todas companhias áereas brasileiras permitem o embarque de animais pquenos na cabine – Igor Machado / Editoria de Arte

 

Advertisement

Click here...

RIO – Para quem não aguenta se separar do bichinho de estimação durante as viagens, as companhias aéreas têm boas notícias. No início deste mês, a Gol passou a aceitar que eles sejam transportados dentro da cabine, se unindo às outras companhias brasileiras. Além dela, Azul, TAM e Avianca Brasil permitem que os animais viajem com seus donos.

Algumas regras, como o peso do animal, variam de acordo com a companhia, mas quem vai embarcar com o pet precisa estar atento às exigências da Anac: o dono deve apresentar atestado de sanidade do animal, fornecido pela Secretaria estadual de Agricultura ou por médico veterinário. Além disso, é necessário apresentar comprovante de vacinação.

Em todas as companhias, o animal precisa ser transportado dentro de uma caixa apropriada, cujo tamanho varia de acordo com o porte e as exigências da empresa.

Na Gol, o peso máximo do bichinho, junto com a caixa, é de 10kg. O valor, por trecho, fica em R$ 150. Na Azul, os animais não podem ultrapassar 5kg, também levando em conta o peso da caixa. O custo desse transporte é de R$ 200. As duas empresas oferecem essa opção somente nos voos domésticos.

Já na TAM os animais podem viajar para fora do país, desde que o peso do pet e da caixa, juntos, não ultrapassem 7kg. Na empresa, cães com mais de 45kg precisam ser alocados na parte de carga. O valor por trecho nacional é de R$ 200 e por internacional de US$ 200.

A Avianca Brasil, que sempre permitiu o transporte de cães e gatos em suas rotas nacionais, exige que eles pesem, junto com a caixa, até 8kg. O valor é R$ 100. A empresa não viaja com animais de médio e grande porte, porém, segundo Marcius Moreno, diretor de Serviços da companhia, essa alternativa será implementada a partir do segundo semestre.

A Gol é a única que limita em quatro o número de pets por voo. As demais empresas aceitam o embarque de até três animais por trecho.

A veterinária Danielle Gomes diz que o transporte dos animais na cabine do avião diminui a ansiedade não só deles, como dos donos, que muitas vezes não sabem as condições em que eles estão. Apesar disso, voos de maior duração podem estressar os pets e algumas dicas contribuem para que eles aguentem a viagem sem atrapalhar os passageiros.

PARA ACALMAR O PET

— Uma caixa de transporte adequada, em que ele possa dar uma volta ao redor de si mesmo e, claro, ficar em pé, é fundamental. Colocar os brinquedos que ele já está habituado, um pedaço de roupa do dono, para que ele sinta o cheiro também é indicado. Deixar a caixinha de transporte com ele dias antes de viajar ajuda, pois ele não se sentirá preso em um ambiente novo — frisa Danielle.

É preciso estar atento também às condições de higiene. A maioria das companhias exige um tapete absorvente na caixa durante os voos.

A profissional também alerta que algumas raças de cães e gatos têm dificuldade de respiração por questões anatômicas e a diferença de pressão pode causar sofrimento ao animal. A TAM inclusive oferece um serviço especial de transporte para estas raças na área de carga.

A maioria das aéreas aceita os pets apenas na classe econômica e não são permitidos animais menores de quatro meses, fêmeas no cio ou amamentando. E Danielle alerta: a sedação completa não deve ser feita nos bichos, dentro ou fora da cabine.

NA CABINE

Avianca: até três animais por voo, com 8kg, contando o valor da caixa de transporte. O preço, por trecho, é de R$ 100. avianca.com.br

AZUL: até três animais por voo, com no máximo 5kg, contando a caixa. O valor, por trecho, é de R$ 200. voeazul.com.br

GOL: até quatro animais por voo, com no máximo 10kg, incluindo a caixa. O preço, por trecho, é de R$ 150. voegol.com.br

TAM: até três animais por voo, com no máximo 7kg, contando o valor da caixa. O preço, por trecho nacional, é de R$ 200 e, por trecho internacional, de US$ 200. tam.com.br

Delta: o preço por trecho é de U$ 75 dólares. Animais precisam ter dez semanas de vida. delta.com.

IBERIA: até 8kg, contando o peso da caixa de transporte. iberia.com.

FIQUE ATENTO!

Alguns países têm exigências diferentes e até proíbem o transporte de animais.

Cães-guia são liberados em todos os voos.

A maioria das empresas aéreas permite apenas um animal por passageiro.

Para transportar outros animais, além de cães e gatos, é preciso consultar cada companhia.

DICAS DE HOSPEDAGEM

Os sites Roteiro Animal (roteiroanimal.com.br) e Turismo 4 Patas (turismo4patas.com.br) oferecem dicas de hotéis e pousadas que aceitam animais.

Fonte: O Globo

Tam inaugura este domingo operação para Canadá

Aviação ,

A Tam inaugura neste domingo seu primeiro voo para Toronto, no Canadá. A operação será realizada cinco vezes por semana (terças, quintas, sextas, sábados e domingos), em uma extensão dos voos JJ8102 e JJ8103, que já ligam os aeroportos de São Paulo (Guarulhos) a Nova York (JFK). Os passageiros do Rio de Janeiro também se beneficiarão do trecho a partir dos voos JJ8078 e JJ8079, que operam a rota Rio de Janeiro/Galeão – Nova York.

O voo JJ8102 decolará às 11h15 (horário local) do aeroporto John Fitzgerald Kennedy, em Nova York, chegando na cidade canadense às 13h (horário local). No sentido inverso, o voo JJ8103 decolará de Toronto às 16h35, chegando na Big Apple às 18h30. A PANROTAS é a única mídia especializada a embarcar no voo inaugural e você poderá acompanhar notícias e fotos sobre esta nova operação na próxima semana.

“Estamos empenhados em oferecer, cada vez mais, o produto aéreo com a maior conectividade nas Américas. Em paralelo, buscamos, desde 2011, mais eficiência e um melhor aproveitamento dos nossos ativos, tendo em vista o atual cenário de alta competição e de avanço dos custos operacionais. Por isso, essa ampliação de rota traz como benefício adicional uma maior otimização do uso das aeronaves, pois aproveita o tempo em que os aviões utilizados na rota São Paulo/Guarulhos – Nova York ficariam parados no aeroporto norte-americano”, afirma a presidente da Tam, Claudia Sender. A presidente destaca ainda que o Canadá poderá ser acessado por passageiros de outros países.

Com esse lançamento, a Tam passa a voar para todos os três países da América do Norte, atendendo a três cidades dos Estados Unidos (Miami, Nova York e Orlando), duas no México (Cancún e Cidade do México) e Canadá (Toronto).

Fonte: panrotas.com.br

Gramado é eleito o melhor destino do Brasil pelo TripAdvisor

 Gramado, no Rio Grande do Sul, levou o primeiro lugar do prêmio Traveler”s Choice 2015 do Trip Advisor. Na foto, a Rua Coberta, um calçadão que virou point na cidade e reúne bares, restaurantes e lojas .

Veja quais destinos turísticos foram eleitos os dez melhores do Brasil

A pequena cidade de Gramado, na Serra Gaúcha, é o melhor destino de viagem do Brasil. Isso segundo o prêmio Traveler’s Choice 2015, promovido pelo site TripAdvisor, que leva em conta a quantidade e a qualidade das avaliações de hotéis, atrações e restaurantes localizadas em cada destino. A cidade de cerca de 35 mil habitantes superou São Paulo e Rio de Janeiro, que lideravam o ranking no ano passado.

Conhecida por realizar o mais conhecido festival de cinema do país e por seu clima frio que bem acompanha o tradicional chimarrão e o reconhecido chocolate artesanal, Gramado também se destacou entre os sul-americanos. Foi considerada o terceiro melhor destino turístico da América do Sul, atrás de Buenos Aires, na Argentina, e Cusco, no Peru. O Rio de Janeiro aparece na quinta colocação entre os destinos sul-americanos.

Na listagem das melhores do mundo, Marrakech, no Marrocos, está na liderança do ranking, seguida por Siem Reap, no Camboja, e Istambul, na Turquia. Nenhum destino brasileiro aparece entre os 25 primeiros, sendo que os únicos sul-americanos são Buenos Aires, em oitavo, e Cusco, em 16°.

Veja abaixo o ranking do Brasil:

Melhores destinos do Brasil
  • 1) Gramado (RS)
  • 2) Rio de Janeiro (RJ)
  • 3) São Paulo (SP)
  • 4) Florianópolis (SC)
  • 5) Foz do Iguaçu (PR)
  • 6) Salvador (BA)
  • 7) Jericoacoara (CE)
  • 8) Ipojuca (PE)
  • 9) Curitiba (PR)
  • 10) Fortaleza (CE)
Fonte: Trip Advisor

Getty Images

Buenos Aires, capital da Argentina, ficou em primeiro lugar no ranking da América do Sul

Melhores destinos da América do Sul
  • 1) Buenos Aires (Argentina)
  • 2) Cusco (Peru)
  • 3) Gramado (Brasil)
  • 4) Bariloche (Argentina)
  • 5) Rio de Janeiro (Brasil)
  • 6) Cartagena (Colômbia)
  • 7) Mendoza (Argentina)
  • 8) Santiago (Chile)
  • 9) Lima (Peru)
  • 10) Bogotá (Colômbia)
Fonte: Trip Advisor

Danielle Noronha/UOL

Qoubba Almoravide na Medina de Marrakech, eleito o melhor destino do mundo pelo Trip Advisor

Melhores destinos do mundo
  • 1) Marrakech (Marrocos)
  • 2) Siem Reap (Camboja)
  • 3) Istambul (Turquia)
  • 4) Hanoi (Vietnã)
  • 5) Praga (República Checa)
  • 6) Londres (Inglaterra)
  • 7) Roma (Itália)
  • 8) Buenos Aires (Argentina)
  • 9) Paris (França)
  • 10) Cidade do Cabo (África do Sul)
    Fonte:UOL

Primeiro Guia Michelin no Brasil não dá nota máxima a nenhum restaurante

Veja lista de locais premiados no Rio e em SP pela famosa publicação.
Um restaurante ganhou 2 estrelas e 16, 1 estrela; 3 estrelas é maior nota.

O guia Michelin brasileiro é o primeiro da América do Sul (Foto: Guia Michelin/Divulgação)
O guia Michelin brasileiro é o
primeiro da América do Sul
(Foto: Guia Michelin/Divulgação)

O Guia Michelin, tradicional publicação que seleciona bons restaurantes e hotéis em diversas regiões do mundo, divulgou os estabelecimentos brasileiros incluídos em sua primeira edição no país. O guia, que é também o primeiro da América do Sul da empresa francesa de pneus, avaliou as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Nenhum restaurante nacional ganhou três estrelas, a ota máxima da publicação. O mais bem avaliado foi o D.O.M., em São Paulo, do chef Alex Atala, que recebeu duas estrelas (o equivalente a “Cozinha excelente, vale a visita”).

Outros dez restaurantes em São Paulo e seis no Rio de Janeiro ganharam uma estrela (“Cozinha muito boa em sua categoria”). Entre eles, o Maní, de Helena Rizzo e Daniel Redondo, o Jun Sakamoto, o Olympique e o Roberta Sudbrack.

Além disso, 25 estabelecimentos foram citados na categoria Bib Gourmand, de “boa comida com preços moderados” — o cardápio completo (entrada, prato principal e sobremesa) por cerca de R$ 90. Oito deles ficam no Rio e 17, em São Paulo.

Bilíngue (em português e em inglês), o guia brasileiro será lançado oficialmente no dia 8 de abril. Segundo o diretor internacional da publicação, Michael Ellis, a seleção revelou o “forte potencial do cenário gastronômico brasileiro”. “Depois de longos meses de trabalho, nestas duas cidades, nossos inspetores encontraram restaurantes muito promissores, que serão a base da cozinha brasileira dos próximos anos”, afirmou, em nota.

Critérios
O Guia Michelin, que existe há mais de um século, cobre 24 países em 4 continentes. Os avaliadores fazem visitas anônimas aos estabelecimentos e sempre pagam a conta.

Eles se baseiam em cinco critérios para dar sua nota: a qualidade dos produtos utilizados, a personalidade da cozinha, a técnica de cozimento e a harmonização dos sabores, a relação preço/qualidade e a regularidade.

OS RESTAURANTES DO GUIA MICHELIN NO BRASIL

SÃO PAULO
Duas estrelas (cozinha excelente, vale a visita)
D.O.M.

Uma estrela (cozinha muito boa em sua categoria)
Attimo
Dalva e Dito
Epice
Fasano
Huto
Jun Sakamoto
Kinoshita
Kosushi
Maní
Tuju

Bib Gourmand (boa comida a preços moderados)
Antonietta Empório
Arturito
Brasserie Victória
Casa Santo Antônio
La Cocotte Bistrot
Ecully
L’Entrecôte de Paris
Esquina Mocotó
Jiquitaia
Marcel
Mimo
Miya
Mocotó
Sal Gastronomia
Tartar & Co
Tian
Zena Caffè

RIO DE JANEIRO
Uma estrela
Lasai
Mee
Olympe
Oro
Le Pré Catelan
Roberta Sudbrack

Bib Gourmand
Artigiano
Cais
Entretapas
Lima Restobar
Miam Miam
Oui Oui
Pomodorino
Restô

Fonte: G1, em São Paulo

 

 

 

Air France inova em demonstração de segurança; veja

Algumas companhias aéreas fazem tanto para deixar o voo mais agradável para o passageiro que até o vídeo de demonstração de segurança fica mais interativo. A mensagem é a mesma, mas a maneira que é transmitida faz toda diferença. A partir de abril, todos os voos de longa e alguns de média distância da Air France terão uma instrução de segurança mais divertida e de acordo com todas as exigências regulatórias pela Autoridade Francesa de Aviação Civil.

O vídeo pega carona na campanha publicitária France is in the air, lançada no começo do mês. Entre os novos tópicos abordados no filme está o risco de incêndio devido ao transporte de baterias de lítio.

Veja abaixo, com legenda em inglês, ao que os passageiros assistirão antes da decolagem a bordo de aeronaves da Air France.

fonte:Panrotas