Aproveite melhor suas milhas: Stopover e Open-Jaw

 Pouca gente sabe, mas ao utilizar milhas para resgatar passagens aéreas, diversos programas permitem ao participante alguma flexibilidade nas rotas escolhidas.

Isso significa que é possível, por exemplo, adicionar uma cidade extra ou retornar a partir de outra cidade, fazendo com que seja possível visitar dois destinos utilizando somente um bilhete prêmio.

Neste primeiro post sobre como aproveitar melhor suas milhas, você confere alguns conceitos básicos que podem ser úteis na hora de emitir uma passagem através do seu programas de fidelidade.

Stopover

No jargão das companhias aéreas, o stopover geralmente se refere a uma parada superior a 24h em um aeroporto que não seja o destino final do passageiro.

Se você viaja de São Paulo a Viena com conexão em Paris e decide parar alguns dias na capital francesa antes de seguir viagem, o nome técnico dessa parada é stopover.

Diversos programas de milhagem permitem que essa parada intermediária seja realizada sem custo adicional –ou com um pequeno acréscimo de milhas–, do mesmo modo que nas passagens pagas.

A grande vantagem do stopover é que com ele é possível visitar dois destinos em um único trecho prêmio: a viagem para São Francisco pode ser interrompida em Nova York na ida e em Miami no retorno, ou uma viagem a Austrália pode conter uma parada em Dubai, por exemplo.

Algumas regras, no entanto, precisam ser observadas. Praticamente nenhum programa permite que stopovers sejam realizados em voos domésticos ou em prêmios que só envolvam países europeus: para ir do Rio a Fortaleza com parada de alguns dias em Salvador você vai precisar continuar utilizando dois trechos.

Além disso, alguns programas como AAdvantage, da American Airlines, permitem que as paradas sejam feitas exclusivamente em prêmios que utilizem voos da própria companhia e somente nos pontos de conexão da American, ou seja, sem qualquer desvio de rota.

Há programas, como o Smiles, nos quais o passageiro pode sair da rota, mas a parada deve obrigatoriamente ser realizada dentro da mesma região do destino final –se você viaja a Viena, saindo de São Paulo, como no exemplo acima, e tem uma conexão em Paris, você poderá parar em Paris ou ir até outra cidade europeia antes de chegar em Viena, mas não poderá viajar de São Paulo para o Rio de Janeiro, passar uns dias na Cidade Maravilhosa e daí seguir à Europa.

É importante ter em mente que alguns programas não permitem que o passageiro realize qualquer parada intermediária –caso do TAM Fidelidade ou do Executive Club (British Airways), por exemplo–, enquanto há programas, como o Miles & More, da Lufthansa, que cobram um pequeno adicional de milhas por esse privilégio.

Vale a pena ler as letras miúdas das regras de emissão de bilhetes ou ligar para o seu programa e entender melhor o que é permitido ou não na hora do resgate.

Open-jaw

Apesar do nome, o open-jaw nada mais é do que uma passagem que retorna a um ponto diferente da origem ou que retorna de um destino diferente para a mesma origem, isto é, o passageiro viaja da cidade A para a cidade B e retorna de lá para a cidade C, ou ainda, viaja da cidade A para a cidade B mas retorna da cidade D de novo à cidade A

Como a maioria dos programas atualmente permitem a emissão de bilhetes só de ida, falar em open-jaw só faz sentido para quem regata o prêmio de ida-e-volta em único bilhete.

Você pode ir por exemplo de São Paulo para Miami e voltar de lá para Brasília, ou ainda ir do Rio a Paris, seguir por terra a Amsterdã e voltar de lá para casa: ambos exemplos são casos conhecidos como um open-jaw simples.

Há ainda o open-jaw duplo, no qual o passageiro parte da cidade A para B, mas retorna da cidade C para D –você sai de Brasília para Atlanta, mas retorna de Nova York para São Paulo.

Quase todos os programas possuem alguma restrição quanto aos tipos de open-jaws permitidos: lembre-se que você pode emitir o bilhete da volta separado da ida para ter menos restrições quando for necessário.

 

Fonte:UOL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s